Torre de TV: Engenheiros confirmam o laudo técnico da tragédia anunciada

Por Mino Pedrosa

 

O balanço da Torre de TV que pode causar uma tragédia foi confirmado por Regina Márcia Nunes Gaudêncio, presidente da Concrepoxi Engenharia LDTA e José Luiz Cardoso, presidenta da empresa J.L.C Engenharia de Projetos LDTA.

O site QuidNovi trouxe, com exclusividade, nesta quarta-feira (28/02) um laudo técnico e o resultado de perícia técnica que conclui a gravidade do estado de degradação na estrutura da Torre de TV de Brasília.

Os documentos em poder da Novacap, guardados no fundo da gaveta escondiam uma tragédia anunciada maquiada pelo governo do Distrito Federal.

Procurada pela reportagem nesta quinta-feira (01/03), a Drª Regina Márcia Gaudêncio, admitiu ter enviado os laudos e o cancelamento dos trabalhos da empresa junto à Novacap.

Os laudos indicam a gravidade na estrutura da Torre e alerta para o risco de um desabamento.

A Novacap acusou o recebimento dos documentos e não tomou providências na manutenção e reparos exigidos no laudo técnico de perícia realizada por J.L.C. Engenharia e Projetos e Consultoria, que tem os engenheiros e professores José Luiz Cardoso e Luiz Eduardo Cardoso assinando o laudo técnico responsável.

O conteúdo explosivo dos relatórios provocou no plenário da Câmara Legislativa do DF, um pedido de investigação para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

Em discurso no plenário a deputada Celina Leão (PPS-DF), encaminhou à Mesa os documentos e reforçou o pedido de investigação imediata, tendo o apoio do presidente da Câmara, Joe Valle (PDT-DF) e o vice-presidente, deputado Wellington Luiz (MDB-DF).

A reportagem entrou em contato com a empresária Regina Márcia Gaudêncio que confirmou a documentação enviada para a Novacap e disse: “Por questões éticas, não vou comentar este assunto. Porém reafirmo tudo que está escrito e assinado por mim e minha equipe. Mas, neste momento, a população de Brasília deve se unir para exigir uma manutenção e conservação sistemática.”

Empresária Regina Márcia Gaudêncio

Enquanto isso, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) mantém os olhos vendados para desastrosa gestão do Governador Rodrigo Rollemberg.