• Sem categoria
  • 11 maio 2017

Sandra Faraj a caminho do cadafalso

Na manhã desta quinta-feira (11), a sorte ou azar da deputada Sandra Faraj foi esboçada no manuscrito do corregedor da Câmara Legislativa, deputado Juarezão, e flagrado por este jornalista. O parecer era no sentido de encaminhar para a Comissão de Ética analisar e dar o veredito que pode ceifar o mandato da deputada. As anotações estavam sobre a mesa frente ao assento de Juarezão, na reunião da CPI da Saúde.

IMG-20170511-WA0851

Como joia de ouro em focinho de porca, assim é a deputada Sandra Faraj. Bonitinha, mas sorrateira em sua conduta parlamentar. Os promotores do Ministério Público do DF encontraram nas investigações contra a distrital Sandra Faraj, documentos que têm o valor assemelhados a pérolas. Oito mandados de busca e apreensão, quadro mandados de condução coercitiva abasteceram o Ministério Público na Operação Heméra.

A bonitinha, mas ordinária deputada, e seu irmão Fadi Faraj, foram denunciados por uso indevido de verbas públicas usando a igreja Ministério da Fé. O esquema de corrupção envolvendo a distrital está sendo apurado somente pelo Ministério Público do DF, sem o apoio da Polícia Civil, para impedir a ingerência do governo do Distrito Federal. O governador Rodrigo Rollemberg tenta nos bastidores uma tábua de salvação para Sandra, mas na verdade anda insuflando a base do governo para o retorno do suplente Roosevelt Vilela, fiel escudeiro de Rollemberg.

O que já se sabe entre seus pares é que Sandra Faraj está com a corda no pescoço e o Ministério Público apertando o nó. Documentos sigilosos, depoimento de servidores e gravações autorizadas pela Justiça agravaram a situação da deputada.

O deputado Ricardo Vale, do PT, recebeu o relatório do corregedor Juarezão e vai processo na Comissão de Ética da Casa.

Sandra Faraj não compareceu à CPI da Saúde cuja cadeira foi ocupada por seu suplente Juarezão. Ela faltou para não se indispor nem com o governador Rollemberg e tão pouco com seus pares que fazem oposição. Mas seu caso chegou ao ápice. O cadafalso está montado, e a corda da forca bem azeitada.