Política & Brasil

Metrô-DF vai elaborar plano para colocar vagão feminino

05/06/201216:39

Twitter  Facebook imprimir enviar para amigo comente essa notícia

Foto: Josiel Ferreira/QuidNovi

O Metrô-DF informou nesta segunda-feira (4) que vai elaborar um plano de operacionalização do vagão exclusivo para mulheres e portadores de necessidades especiais em horário de pico. Os vagões restritos a esses públicos foram criados pela Lei 4.848/2012, publicada no Diário Oficial desta segunda.

A empresa não divulgou quando o plano ficará pronto e o vagão começará a funcionar, mas indicou algumas regras que serão cumpridas, como a que determina que só poderão acompanhar as mulheres no vagão especial crianças do sexo masculino com idade de até seis anos.

De acordo com o Metrô, o vagão destinado às mulheres e portadores de necessidades especiais será o da cabine onde fica o piloto. A companhia vai delimitar uma área exclusiva para o embarque. Ainda não foi definido se haverá um organizador de filas ou uma sinalização no piso das plataformas. O Metrô informou ainda que serão criadas regras específicas para as ciclistas mulheres, mas, pela norma específica que trata do assunto, pessoas com bicicletas devem utilizar o último vagão.

Para orientar os usurários haverá informações sonoras sobre o carro de uso exclusivo de mulheres e portadores de necessidades especiais. Segundo o Metrô, antes da implementação do projeto será feita uma campanha de divulgação para orientar a população.

Criação da lei
A lei que determina a criação de vagões exclusivos para mulheres e portadores de necessidades especiais no Metrô do Distrito Federal foi publicada no Diário Oficial desta segunda. O projeto de lei é de autoria da Câmara Legislativa.

O governador Agnelo Queiroz vetou o artigo que determinava o prazo de 30 dias para o início do funcionamento dos vagões e a norma ficou sem um data para ser colocada em prática. O texto também exclui a necessidade dos vagões exclusivos aos sábados, domingos e feriados.

*Globo

JF