Brasília, 20 de janeiro de 2018
11 jan 2018

Mãe e padrasto de menino encontrado morto em freezer em SP irão a júri popular

Em setembro de 2015, a Polícia de São Paulo encontrou o corpo do menino Ezra dentro de um freezer em Santo Amaro, na região central da cidade.

O garoto, na época com sete anos de idade, foi espancado e teve a perna cortada com uma faca.

A investigação apontou que a criança morreu em decorrência de uma hemorragia e que o crime foi cometido pela própria mãe, a sul-africana Lee Ann Fink.

Nesta quarta-feira, o juiz Luis Filipe Vizotto Gomes, da Primeira Vara do Júri da capital, decidiu que a mulher vai responder pelas acusações de homicídio doloso e ocultação de cadáver.

O magistrado determinou também que o padrasto do menino será julgado apenas pela segunda denúncia.

Ambos serão levados a júri popular em data que ainda será designada.

Fonte: JP