Governo diz que negócio entre a Embraer e a Boeing é ‘parceria comercial’

Uma fonte ligada ao Ministério da Defesa disse que fabricante nacional de aviões não será vendida para a americana e negou ainda fusão entre as empresas. Ele disse que as duas vão atuar juntas no mercado para a venda de aeronaves. As companhias envolvidas na negociação informaram, em nota, que discutem uma ‘potencial combinação’.