• Sem categoria
  • 5 abr 2017

GDF: CARTA MARCADA

O governo do Distrito Federal manobrou um contrato emergencial de prestação de serviço, beneficiando uma empresa amiga. No dia 24 de março de 2016 foi assinado o Contrato Emergencial nº 07/2016, nos termos do processo 410.000.504/2016, cujo objeto era a prestação de serviços de Brigadistas Particulares (Brigadista), para execução de serviços de Brigada contra incêndio e pânico nas dependências administradas pela SEPLAG/DF.

Findando o referido contrato, houve nova contratação Emergencial, uma vez que a SEPLAG não consegui findar o processo licitatório, no qual a empresa que prestava serviço anteriormente Defender foi desclassificada em função de “erro nas planilhas” . Mas (sendo que, de acordo com a própria IN 02 e 06) as empresas tem o direito legal nas correções das planilhas, fato este que não foi considerado pela comissão de licitação, sendo o referido objeto Adjudicado à empresa CITY SERVE SEGURANÇA LTDA, com um custo à maior para o erário público.

Publicado no no dia 6 de março de 2017 no Diário Oficial do DF (DODF)- pagina 42 a abertura de processo licitatório para NOVA CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL referente ao mesmo serviços executado pela empresa anterior que disputa o certame. Segundo parecer técnico contraditório a Defender foi inabilitada por, “segundo a comissão”, não atende os requisitos de habilitação técnica.

Questionada pela comissão tecnica que não levou em conta o fato da empresa desclassificada ter prestado serviço anterior, com atestada pela SEPLAG. Tudo indica que a empresa CITY SERVICE SEGURANÇA LTDA vai abocanhar mais um contrato gordo no GDF. Forças ocultas, mas poderosas, trabalham para fazer a empresa vencedora.