Filme sobre comunidade indígena brasileira, é premiado em Cannes

O filme “Chuva e cantoria na aldeia dos mortos”, sobre os indígenas brasileiros da etnia Krahô, conquistou nesta sexta-feira o prêmio do júri da mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes.

A cineasta brasileira Renée Nader Messora e o português Joao Salaviza (Palma de Ouro de Melhor Curta-Metragem em 2009 por “Arena”), gravou o filme durante nove meses, depois de ter passado longas temporadas com esta comunidade de 3.500 pessoas, no estado do Tocantins.

Cena do filme 'Chuva e cantoria na aldeia dos mortos' (Foto: Divulgação)Cena do filme 'Chuva e cantoria na aldeia dos mortos' (Foto: Divulgação)

Cena do filme ‘Chuva e cantoria na aldeia dos mortos’ (Foto: Divulgação)

O filme contou com os membros da comunidade interpretando eles mesmos e falando em seu próprio idioma, o que fez das gravações uma façanha.

No tapete vermelho do Festival, o elenco protagonizou um protesto na quarta-feira para denunciar “o genocídio” dos indígenas no Brasil

Fonte: Quidnovi/G1