Doença de Chagas deixa cinco mortos no oeste da Venezuela

 Cinco pessoas morreram na cidade de Puerto Nuevo, no estado de Táchira, oeste da Venezuela, por uma suposto surto da “doença de Chagas aguda”, informou a governadora da região, Laidy Gómez.
“A informação oficial: surto epidemiológico de chagas agudo detectado em Puerto Nuevo, município Libertador, deixa cinco mortos”, escreveu a governadora no Twitter.
Os falecidos são um bebê de 11 meses, uma mulher de 79 anos e três homens de 31, 42 e 51 anos.
Gómez anunciou a ativação de um plano especial na região para tratar o surto.
O médico Ely Toubia explicou que a doença de Chagas aguda pode ser transmitida de várias maneiras: as duas mais comuns são a picada do barbeiro (inseto), que transmite o parasita (Trypanosoma cruzi), ou pelos excrementos do inseto em frutas.
Em sua etapa inicial (aguda), os sintomas da infecção podem ser confundidos com os de uma gripe comum, mas o parasita permanece alojado no corpo por longos períodos, por até 30 anos, provocando um grave dano ao coração que pode inclusive provocar a morte.
Também pode provocar danos no esôfago e no intestino grosso, além de gerar severos transtornos digestivos.
Fonte: Quidnovi/France Presse