Brasília, 24 de fevereiro de 2018
  • Sem categoria
  • 17 jun 2017

Discurso sob efeito de medicamento. Rebate Marli Rodrigues

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg anda as turras com os dirigentes sindicais na área de Saúde.

A desaprovação da forma como governador administra o Distrito Federal é crescente. O resultado das últimas pesquisas coloca a gestão de Rollemberg com 84% de rejeição.

Nesta sexta-feira 16, na cidade satélite do Sol Nascente, o governador chegou com os ânimos exaltado. O discurso inflamado para uma plateia seleta convidada pelo administrador foi dado um recado:

A saúde está um caos “por culpa dos sindicalistas e os salários dos dirigentes são milionários”. Disparou Rollemberg.

Na última quinta-feira após debates acalorados – na tribuna e na galeria da Câmara Legislativa -, além de sequenciais suspensões da sessão, os distritais adiaram, a votação que permite o governo do Distrito Federal privatizar o principal Hospital de Base. Sem licitações e transformando em cabide de emprego, burlando leis, tirando os direitos dos trabalhadores.

A fatura esta sendo cobrada de Rollemberg, por grupos que financiaram sua campanha.

O motivo do “Piti” foi a notícia de que os deputados descontentes com o projeto vão impetrar mandado de segurança, impedindo à votação na terça-feira (20). Com isso a população que depende do hospital vai se mobilizar a fim de sensibilizar à Justiça.

Procurada pela reportagem a presidente do SindSaúde/DF Marli Rodrigues, disse; “Rollemberg estava sob efeito de alguma medicação com essa reação eufórica”. Rebateu Marli.

Já o doutor Gutemberg Fialho, presidente do Sindmédico disse que; “o comportamento do governador é um ato irresponsável e leviano, demonstra o desespero”. Justificou Gutemberg Fialho.

Fonte: www.tudooknoticias.com.br

Assista vídeo em que Rollemberg ataca os dirigentes sindicais, demonstrando um total descontrole emocional.

Ouça também os áudios com as respostas dos dirigentes sindicais.