Brasília, 21 de fevereiro de 2018
9 fev 2018

Câmara do DF exonera jogador de futebol que era funcionário fantasma

Jogador Gustavo Araújo Passos, do Ceilândia (Foto: TV Globo/Reprodução)

Jogador Gustavo Araújo Passos, do Ceilândia (Foto: TV Globo/Reprodução)

O jogador de futebol Gustavo Araújo Passos, do Ceilândia, foi exonerado do cargo de secretário parlamentar após reportagens mostrarem que ele funcionário público fantasma no Distrito Federal.

O atleta de 24 anos era comissionado na Câmara Legislativa do DF no gabinete do deputado distrital Juarezão (PSB), mas não ia trabalhar. No horário de expediente, ele treinava e jogava futebol profissional. Em dezembro de 2017, ele recebeu salário de R$ 4.549,94.

Jogador de futebol recebe salário da Câmara Legislativa do DF sem cumprir expediente

Gustavo é titular do Ceilândia, mas uma secretária do gabinete do distrital informou que o atleta trabalhava na Câmara das 9h às 19h. A reportagem, porém, o procurou no trabalho pessoalmente e por telefone durante duas semanas e nunca o encontrou.

Ao ser confrontado pela reportagem na saída de um jogo de futebol disputado quando ele deveria estar no trabalho, o jogador respondeu: “Sim, sou eu nesse documento, mas não sei de nada disso que você está falando”.

“Eu me dedico 100% ao futebol. A gente treina à tarde, de três às seis.”

Em Brazlândia?

Em uma gravação telefônica nesta sexta-feira (2), um dia depois que a Câmara Legislativa voltou do recesso parlamentar, quem atendeu a ligação informou que Gustavo tinha ido trabalhar, mas estava em um escritório em Brazlandia.

Por meio de nota, o deputado Juarezão disse que Gustavo “presta serviços no escritório parlamentar em Brazlândia no momento” e afirmou que “não tem conhecimento sobre o funcionário dedicar-se 100% ao futebol”.

Fonte: Quidnovi/G1