Câmara apura vazamento do edital do concurso

A Câmara Legislativa do Distrito Federal vai investigar o vazamento do edital do concurso da Casa. Ele foi divulgado oficialmente nesta quarta-feira (30) no Diário da Câmara, mas já havia concurseiros com o edital em mãos desde a noite de terça.

A investigação foi determinada pelo secretário-geral da Câmara, Josué Alves. Ele deu à Polícia Legislativa um prazo de dez dias para apurar o que provocou a divulgação antes do programado.

Segundo o secretário, existe a suspeita de ataque hacker. “Quem acessava o portal da Câmara dava de cara com a edição do Diário. Queremos ver se houve uma falha no sistema ou se ele foi hackeado.”

Ainda assim, ele disse que a divulgação não causou nenhum dano ao certame. “Não há que se falar em prejuízo para os concursandos. Não era um documento altamente sigiloso, como uma das provas. E, quando deu meia-noite, o Diário da Câmara já estava disponível na internet.”

Trecho de editais do concurso publicados no Diário da Câmara (Foto: Reprodução)Trecho de editais do concurso publicados no Diário da Câmara (Foto: Reprodução)

Trecho de editais do concurso publicados no Diário da Câmara (Foto: Reprodução)

Concurso

O certame prevê 86 vagas. De acordo com o edital, as inscrições vão de 25 de junho a 25 de julho.

A primeira parte das provas – a objetiva – ocorre em 16 ou 23 de setembro, dependendo dos cargos almejados.

Serão cobrados conteúdos como cultura geral (língua portuguesa, direito constitucional, direito administrativo, processo legislativo, realidade do Distrito Federal, e língua estrangeira) e conhecimento específico.

Informações importantes

  • Período de inscrições: de 25 de junho a 25 de julho
  • Preço: de R$ 54 (nível médio) a R$ 78 (superior)
  • Vagas: 86 imediatas
  • Remuneração: de R$ 11.182,69 a R$ 16.673,35

Fonte: Quidnovi/G1