• Sem categoria
  • 3 abr 2017

ALERTA VERMELHO

O jornalista global Alexandre Garcia entrevistou o subsecretário de Aduana e Relações Internacionais, Ronaldo Lázaro Medina que com maestria discorreu no combate ao contrabando assunto que ele domina com desenvoltura.

Medina atuou como um articular na MP 320 que pretendia acabar com as licitações para instalações de terminais alfandegários em todo país. Com isso os contrabandistas aplauderiam de pé. Em 2008, o Ministério Público enquadrou um grupo que forjou documentos para tentar importar máquinas caça níqueis. Quatro empresas e onze pessoas estariam envolvidas, entre eles, ninguém menos Ronaldo Lázaro Medina o SINDIFISCO. Categoria à qual pertencia Medina, emitiu nota em 2015, deixando bem claro que não compactua com atitudes de seu associado.

Nem os colegas viram com bons olhos, Ronaldo Medina, assumir um cargo como esse. Nos bastidores comentam que é comparado a lobo cuidando de galinheiro.